terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Enfim... alta!!!!

As notícias são boas. O ortopedista que acompanha mamãe deu alta a ela. O braço perdeu apenas 20% da capacidade de movimentação. Isso quer dizer que ela poderá continuar a tocar o seu piano, a jogar gamão e a fazer as atividades de rotina com normalidade.
Estamos felizes.
Aproveitamos para agradecer as mensagens solidárias que recebemos de todos os nossos leitores.

domingo, 3 de janeiro de 2010

Novo Ano... no hospital!

Pois é. Como diz minha mãe, por cima de queda, coice. Aconteceu no dia 30 de dezembro. Mamãe foi internada. Foi uma reação alérgica respiratória. Passou a noite de ano novo lá. Mas não fez muita diferença para ela não. Fez para a gente. Nós, as filhas, sentimos. Quanto a ela, anda um pouco esquecida... Alzheimmer começa a mostrar sua face. E, por incrível que pareça, às vezes Alzheimmer até nos ajuda, pois há coisas que é bom que ela esqueça, como o fato de passar o ano novo no hospital.
Ainda está lá. Hoje, dia 03 de janeiro. O médico falou que ainda ficará por mais uns dez dias, aproximadamente. Porque um de seus pulmões ainda está bastante cheio. É que ela tem enfizema pulmonar.
Quanto ao braço quebrado, ela está sem dor, com um pouco mais de mobilidade. Ontem, passei o dia com ela no hospital. Então ela disse:
_ Estou com saudade de tocar piano. Nunca mais toquei.